Páginas

sexta-feira, 18 de julho de 2014

5-30 - "CHEGOU A HORA"



Sempre que ouço esta música não consigo deixar de refletir. De ouvir com atenção. É muito crua. Tem tanto sentimento, tanta emoção… Se não é A música é das músicas que mais me afeta e maior impacto tem sempre que a ouço.


Um dia destes íamos no carro e ele perguntou-me: de quem é esta música? Do Pacman. Aquela voz era inconfundivelmente do Pacman. Gosto do Pacman. Gosto desta música. Parabéns aos que escreveram esta letra: Carlos Pac Nobre & Regula; é de um valor inestimável na minha opinião. Acho que de uma forma ou de outra toda a gente se poderá identificar, ainda que parcialmente, com ela.


É muito pesada. E é um grito. Um grito de quem enfrenta; de quem luta; de quem segue em frente em lugar de lamber as feridas. Uma chapada de luva branca. Daquelas que nos deixam em suspenso, em reflexão. Cada um terá a sua própria interpretação.





Muito tempo fora
Mas chegou a hora
O momento é agora
Testemunha uma nova aurora
Testemunha o meu triunfo
Enquanto eu parto para o destrunfo
Enquanto eu parto esta porra toda
Antes que eu parta esta porra toda
Tu pensavas que eu não era capaz
Sobreviver e ficar em paz
Mas eu não vou ficar para trás
Porque eu sou capaz, eu sou capaz
E tu pensavas que eu não era capaz
Tu pensavas que eu não era capaz
Tu pensavas que eu não era capaz

Pita que pariu, pai deu de fuga
Quem te vê e viu, sempre trombuda
O tempo fugiu e não te sorriu
A distância fez me perceber
Como por dentro és feia
Fez me perceber como o destino premeia
Quem acredita acredita sempre até ao fim
Não és tudo, não podes ser
mais que nada para mim
E não te preocupes tanto comigo
Falta te o jeito, não tens o direito
eu não te aceito, por isso pára

Muito tempo fora
Mas chegou a hora
O momento é agora
Testemunha uma nova aurora
Testemunha o meu triunfo
Enquanto eu parto para o destrunfo
Enquanto eu parto esta porra toda
Antes que eu parta esta porra toda
Tu pensavas que eu não era capaz
Sobreviver e ficar em paz
Mas eu não vou ficar para trás
Porque eu sou capaz, eu sou capaz
E tu pensavas que eu não era capaz
Tu pensavas que eu não era capaz

Mas se tu acreditasses hoje eramos papás
Agora tás a ver onde tu tás
Só consegues ver um bec' dum gajo
Eu bem te disse eu não quero que tu bazes
Onde queres que tu vás,
tu vais e vens e vês o mesmo rapaz
A minha gang é só da street sick
Ya eu tenho uma click ? eu e o big shit e mais 25
Trigo limpo, quem me dera que fico rico
Não vês estas cenas todas à espera de picnic-nic
Agora faz umas cenas à espera noutro lick deep
Tenho memórias deste ?
Conto te histórias e tu nem abres o bico bitch
Nadar com os tubarões, big fish
A guinada muda agora pois weed shit
A passar para as prisões para o meu peeps
Old School a partir prego dance kick street
Tantas horas a andar de skate switch kick flip

O momento é agora (2-14-5-30) (3x)

Muito tempo fora
Mas chegou a hora
O momento é agora
Testemunha uma nova aurora
Testemunha o meu triunfo
Enquanto eu parto para o destrunfo
Enquanto eu parto esta porra toda
Antes que eu parta esta porra toda
Tu pensavas que eu não era capaz
Sobreviver e ficar em paz
Mas eu não vou ficar para trás
Porque eu sou capaz, eu sou capaz
E tu pensavas que eu não era capaz
Tu pensavas que eu não era capaz





Música: Fred / Letra: Carlos Pac Nobre & Regula

2 comentários:

  1. Obrigada amiga por me dares a conhecer mais uma música muito cool :)
    Já a tenho na minha playlist..
    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prepara-te porque tem um impacto brutal; tal como o video. Espero que gostes.
      Depois diz-me o que achaste.

      Eliminar