Páginas

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Treino #38



Domingo de manhã lá fui eu. Ténis, música, batido no bucho e pés à estrada. Precisava de espairecer, clarear as ideias, descomprimir. Uma corrida é das melhores formas de o conseguir.
A ideia era esforçar-me mais do que aquilo que costumo fazer, sair da zona de conforto; basicamente percorrer uma distância maior.
Saí de casa, caminhei enquanto o telemóvel obtinha sinal de GPS e depois foi dar-lhe brita. Como tinha tomado o batido com spirulina estava com esperança de sentir uma espécie de boost de energia mas tal não aconteceu. De qualquer forma o batido deu-me energia mais do que suficiente para aguentar o treino completo.
Consegui correr uma distância satisfatória; depois fiz umas séries de treino de resistência; depois o meu coração começou a dizer para ganhar juízo e abrandei e depois de a respiração e batimento cardíaco estabilizarem consegui correr até casa.
O tempo não foi nada de especial mas consegui aquilo que apelidei de satisfação em estado líquido:



Juro que tenho de fazer isto mais vezes. Acho que é a linha que separa a manutenção da melhoria.


Sem comentários:

Enviar um comentário