Páginas

sábado, 9 de agosto de 2014

Entre o ir e o vir, o ir-se e o...



Abateu-se sobre mim uma lembrança: Tanque das tainhas.
E a minha vida nunca mais será a mesma.
Só irá perceber quem viu o 5 para a meia-noite na quinta-feira.
Para além disso lembro-me de algumas palavras que o António Raminhos proferiu. Minha nossa que aquilo foi duro… Mas não consigo deixar de gostar dele. Por acaso gramo-o à brava. Mesmo apesar desta recente publicação no seu facebook:


 Nota: o título desta mensagem poderia perfeitamente ser utilizado num qualquer teste psicotécnico.

Sem comentários:

Enviar um comentário