Páginas

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Quase perfeito



Começou bem o dia de hoje. Primeira semana de trabalho e retorno ao hábito de me pesar todas as quintas feiras.

Tenho-me portado muito bem. À exceção de uma refeição com um fartote de sushi, com que me deliciei por suborno do meu marido – boa! Isso é o que se chama lutar pelo casamento! -, tenho cumprido a alimentação à risca mesmo apesar desta ressaca de coisas ruins. Sinto o choque no corpo causado pela redução brutal do consumo de hidratos e afins mas com o tempo sei que isto estabiliza.

Na primeira semana de férias havia engordado 1,5Kg e na segunda deve ter andado por volta dos 0,5Kg. Por isso, mais coisa, menos coisa, 2Kg em cima do lombo. E comecei o mês de Agosto com um objetivo traçado.

Hoje não sabia bem o que esperar da balança. Com o regresso ao ginásio sinto o meu metabolismo mais acelerado mas não queria ter ilusões. Tive uma agradável surpresa e faltou apenas 100 gramas para ser perfeito. 100 gramas para ter exatamente o mesmo peso que tinha antes das férias.  100gramas para voltar aos 18 quilogramas perdidos.

Assim, para minha grande surpresa encontro-me a 1,5 quilogramas do objetivo de Agosto. É pouco mas prefiro passinho a passinho alcançar o que quero do que estabelecer metas impossíveis de concretizar que depois se traduzem em desmotivação.

Além disso no fim-de-semana de 15 de Agosto vai ser de caixão à cova – o fim-de-semana todo. Começo a achar que a vida social é o que mais boicota o meu sucesso nesta nova vida. Tenho de definir mecanismos de defesa porque sei que em todas as situações eu é que devo identificar uma forma de contornar a situação; mas em jantares e convívios e tal e coisa os meus ricos olhinhos pousam sobre pecados da boca e a resistência fica reduzida a zero em menos de nada; fraca, a carne é fraca.

Mas hoje quero focar-me apenas no sucesso face à balança. High five para moi!

Sem comentários:

Enviar um comentário