Páginas

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

O que Conga é que é… ou era!



Este fim-de-semana, a pedido do meu irmão, lá fomos matar as saudades da bela da bifana.
Desenganem-se aqueles para os quais uma bifana é uma fêvera frita ou grelhada no pão. Nada disso! A Bifana é carne de porco (também utilizada em fêveras) cortada quase da grossura de uma fatia de fiambre e bem cozinhada num tacho, num refogado delicioso, e bem regada com picante.
No Porto, a bifana é automaticamente associada ao Conga. Ir ao Porto e não provar (quem conseguir evitar comer 2 ou 3 de uma vez só) a bifana do Conga é um fraco.
Para mim é associado aos tempos de estudante. Lembro-me de fazer diretas de 6.ª para Sábado, ir ao exame e depois passar no Conga para dar cabo do estômago antes de ir para casa pôr o sono em dia. Mas por acaso já não ia lá há algum tempo.
Quando lá chegamos não fiquei com a melhor das impressões. Aquele ambiente de tasco, com meia dúzia de mesas meias manhosas e ambiente quase familiar, em que o dono (um senhor já idoso) andava pelas mesas a distribuir flocos de neve, foi substituído por um restaurante com 3 andares de salas de refeição, lista para escolher e um ambiente tipicamente comercial.
Éramos 3 e quando nos atribuíram uma mesa numa grande sala em que apenas 2 mesas estavam ocupadas pedi, se possível, para irmos para uma mesa encostada à parede (sim, é uma panca minha!). Resposta imediata: não podia porque todas as outras mesas estavam reservadas. Todas. Podia ter perguntado pela placa informativa e durante a refeição podia ter perguntado à funcionária se ela achava que eu era inocente ou simplesmente burra mas estava ali para divertir e não para me chatear.
Face a tudo isto receei que as bifanas tivessem perdido qualidade mas, verdade seja dita, eu estava redondamente enganada. Estavam tão boas, mas tão boas, que até me escorre água pelos cantos da boca só de pensar.
Também há sempre espacinho para umas papas de sarrabulho que estavam igualmente divinais mas que me esqueci de fotografar.
Só tenho pena de ter perdido aquele ambiente tão típico mas ainda assim recomendo vivamente.
Ah! E lá não há príncipes – só reis! 



Para quem quiser experimentar:

Rua do Bonjardim, 314 - 318
4440-452 Porto - Portugal

Contactos: 222 000 113 / 969 637 441

Horário de funcionamento:

2ª e 3ª Feira - 09:00H - 24:00H
4ª a Sábado - 09:00H - 02:00H
Domingo - 11:30H - 24:00H

 

 



4 comentários:

  1. Eu acho as do Astro (cafezinho/tasco) as melhores!! É em frente à estação de Camapnhã!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, sim senhor! E combinares para lá irmos? Isso é que era.
      Por acaso não conheço nem nunca ouvi falar.

      Eliminar
  2. bolas.. a esta hora, sem lanchar e ler este post, já estou com água na boca :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai uma a qualquer hora! :P
      Programinha a marcar!

      Eliminar