Páginas

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

16 anos sem Rui Pedro - 27.º aniversário





Existem coisas que são demasiado boas para serem descritas por palavras e outras que são demasiado más.
A dor excruciante que faz parte da vida da Da. Filomena, do Sr. Mendonça e da Carina é indescritível.
Depois de cerca de 16 anos, mais um aniversário, o 27.º. Mais um aniversário em que não existe felicidade, alegria, partilha dentro desta família. Mais um aniversário em que a dor dilacerante que é demonstrada por esta mãe nos toca a todos, acredito que mesmo ao menos sensíveis.
A morte é um acontecimento doloroso, não queremos que ninguém de quem gostamos desapareça. Mas se existe dor maior que essa é a causada pela dúvida. Não saber, manter a esperança sem saber se pode estar esperançada.
Estive algumas vezes, por momentos, com esta família, e o sofrimento é visível em todas as circunstâncias. Por muito que não quisesse, o facto é que nunca pude deixar de lembrar este menino cada vez que os vi. A verdade é que não imagino aquilo com que a irmã do Rui Pedro deve viver. A forma como este acontecimento moldou e limitou a vida destas pessoas.
Felizmente falo com total desconhecimento de causa. Sabemos que não existe apenas o caso do Rui Pedro. Existem demasiados. Nem que fosse único, já era demasiado. O caso do Rui Pedro teve grande mediatismo e a forma como nos alertou para esta possibilidade mudou a minha maneira de ver algumas coisas. Certos cuidados são redobrados, porque existe sempre aquela sombra.
Para mim, esta mãe, esta família, é um exemplo de força. E continua a lutar ininterruptamente com este monstro que é o desconhecido, a dúvida do que aconteceu ao seu filho. Acredito que assim será até ao dia da sua morte.
Este vídeo mostra o efeito que estes anos, que este aniversário, tiveram nesta mulher.
Há coisas sobre as quais nem sabemos o que dizer. Esta é uma delas.

1 comentário:

  1. Sobre o Rui Pedro nada tenho a acrescentar. é triste, muito triste toda esta situação.
    Kiss

    ResponderEliminar