Páginas

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Oficialmente aberta



A época dos jantares de natal. E das canecas de chá no dia seguinte.

Se o natal fosse só o 24 e o 25 o stress não era grande. E o problema não são esses dois dias. São todos os outros.

Dois meses antes começam os jantares: do trabalho, dos amigos, dos amigos próximos, do ginásio, do clube de leitura e do crochet.

É preciso experimentar 1, ou 10, doces que pensamos para o natal. Para não correr riscos experimenta-se. E depois quem come? Eu sei que estragar é pecado! Não me digam isso a mim – digam à balança.

Chega o 24 e pumba com as rabanadas, sonhos, bolo rei (tradicional, frutos secos, chocolate, gila,… porque, meus caros, o bolo rei tradicional em exclusivo já teve o seu tempo), pão de ló (o tradicional e o de ovos moles), o pudim, os formigos, os bilharacos, os queijos e mais 10 ou 20 iguarias que nos tenha passado pela mente – tirando os outos tantos que andamos a experimentar para repetir aqui.

“Ai que é tanta coisa!! Não era preciso! É um exagero! E agora, quem vai comer isto tudo?” Já sei que estragar é pecado. E a lontra trata de aspirar todos os restos e indícios de que o natal passou pela mesa de jantar.

Ah! Espera aí? É amanhã a passagem de ano? Tem de se comemorar devidamente: com rabanadas e sonhos e bolo rei e rainha e um abade de priscos e… e… e… 

E a balança é esquecida! É atirada diretamente para o dia 2 de janeiro. Dia de ir à balança, deitar as mãos à cabeça e tratar da inscrição no ginásio. Mas não sem antes voltar a morfar tudo o que possa existir pela casa e que lembre as festas.

Resolução de ano novo: não cair neste ciclo vicioso no próximo natal.

Entretanto os ginásios enchem os bolsos (que também precisam) porque o pessoal decidiu todo tornar-se o modelo perfeito da saúde em Portugal e arredores. Ideia que geralmente dura uns 15 dias a 1 mês (na loucura). Depois disso a inscrição fica esquecida, mas o débito direto mantém-se, até à operação Verão para ter um corpo lindíssimo na Praia de Leça da Palmeira.

Agora peguem na calculadora e vejam quantos dias/semanas andam a trincar. E pensem em quantos Kgs isso se deverá traduzir na balança. E reduzam à lista de doces e salgados e porras e tretas.

Sem comentários:

Enviar um comentário