Páginas

terça-feira, 18 de novembro de 2014

4 horas? Acontece a qualquer um

Portanto, um profissional de uma agência de transportes esqueceu-se, por assim dizer, de uma criança de 3 anos, durante 4 horas, dentro de um autocarro.
Acontece a qualquer um! - foi a justificação do sujeito quando questionado acerca da sua responsabilidade no sucedido.
Se, misteriosamente, lhe embatesse um conjunto de 4 dedos bem unidos num punho fechado que lhe desse cabo de 3 ou 4 dentes também era perfeitamente aceitável - acontece a qualquer um!

4 comentários:

  1. Vi a notícia durante a hora do almoço e não queria acreditar. O punho fechado era ótimo! Até dava emprego a um dentista, que com sorte teria o mesmo nível de responsabilidade deste profissional :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto do teu raciocínio Nina! Parece-me lindamente...

      Eliminar
  2. Credo!!!
    Tenho memória de uma coisa destas ter acontecido ao filho mais novo de uma colega de trabalho, depois da escola foram todos para a piscina no bus do ATL, no regresso, a criança adormeceu e deitou-se entre dois bancos, o autocarro deu a a volta paraa deixar todos, e o M. foi ficando, até o autocarro entrar para a garagem, onde iria ficar estacionado até ao dia seguinte.
    O motorista ao fazer a ronda de procurar por objetos largados e esquecidos, apanhou o susto da sua vida, ao encontrar a criança (7 anos) a dormir, e só porque já estávamos praticamente no final do ano letivo, o Sr. sabia bem de que escola ele era, e deu imediatamente o alarme, mas foi muito mau!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não quero imaginar a aflição - deve ser horrível.
      Mas o que mais me choca é leviandade de quem devia fazer essa mesma ronda, que obviamente não a fez, e ainda se desresponsabiliza.
      Estas coisas fazem-me questionar em que mundo este se está a tornar.

      Eliminar