Páginas

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Uma decisão como deve ser


Agora só fico curiosa relativamente às touradas. Porque ouvir, como ainda há dias ouvi, pessoas a dizer que o animal tem de ser morto porque assim é que é - com um sorriso na cara que consegue fazer brotar em mim toda a agressividade possível - até se me revoltam as tripas. Dizer que se o animal não morrer a coisa não tem piada. Eu sugiro fazer uma demonstraçãozita numa dessas pessoas que tanto defendem a morte dos animais. Incutir sofrimento a animais para bel-prazer e diversão alheia é das coisas mais nojentas e repugnantes que continuam a acontecer em Portugal. E, sinceramente, estou-me a cagar para os regimes de exceção ou especial ou o raio que o parta.

Sem comentários:

Enviar um comentário